Tão Real - Temp. 1

Rashid chega ao sétimo trabalho solo de sua carreira com o álbum Tão Real, que será dividido em três temporadas. A primeira já chegou e você já pode maratonar!

Elenco principal: Rashid Participações: Luccas Carlos, Dada Yute, Lellê Produção de: Skeeter, DJ Duh, Renan Samam


Temporada Completa

Episódios

1. Conceito (de Rua)04:12

Elenco principal: Rashid e Renan Samam Produção: Renan Samam

Letra completa

Direto de sentinela do Norte Com instinto pra clássico mais que Scott Storch Yeah, trabalho raro como quem escolta Escort Se coloque em meu lugar de quem nasceu no vórtice Selva de pedra, São Paulo deve ser trote Cidade do crime, a justiça vê de camarote Crê? Ainda sofremos de saudade do Sabote Em meio a esse monte de mascote do Travis Scott … Amo trap e boom bap, note Eu e o Rap dá liga tipo Sancho Pança e Don Quixote … Igual Fabiano e Cesar Menotti Ou melhor, estilo Emicida e Fióti Aí menor, aqui é zona norte! E todos os registro que eu não tive na carteira de trabalho, agora eu vou ter no passaporte Meu som deixa a cena mais picante, chame de raiz forte Depois que a onda passa o mar engole o bote Cês são peixe pequeno, truta, meu verso é cachalote Lá fora o holocausto, cês quer holofote? Vota que nem KKK mas quer ser K. dot REFRÃO (uoooouuuu) Qual que é seu conceito? Quem que cê é quando ninguém tá vendo? Num adianta esconder noiz acaba sabendo (2x) Chego bem e saio mais forte, onde me receber Porque eu sigo o código da rua e não é DDD E pra quem não gosta do meu som, só porque eu não falo palavrão Merece que eu mande se ... foder! Onde o filho chora e só a mãe vê Porque o pai pulou do barco antes do bebê nascer E os memo otário que não paga nem pensão, tão nas rede falando de Rouanet No beat eu tiro um lazer, Acerto as mente em cheio, minha rima tem mira a laser Cara de pau, encho de prego, deixo igual Hellraiser Aqui num tem like nem view, cê muda a vida dos pivete é com exemplo, Isso é que é ser influencer Tipo Bird Box, cês num vê nada E memo a diáspora aqui sendo miscigenada O Rap é preto e nada descolore isso Nem seu discurso água oxigenada Antes das frase de efeito Foram frases de outros que me livraram da má fase a qual tava sujeito E se num fosse pra ser desse jeito quando eu rimasse na base que o DJ soltasse, nenhuma frase eu teria feito REFRÃO (uoooouuuu) Qual que é seu conceito? Quem que cê é quando ninguém tá vendo? Num adianta esconder noiz acaba sabendo (2x) Tá pensando que aqui é o que?! Qual que é seu conceito?

Escutar

2. Não pode04:24

Elenco principal: Rashid, Skeeter e Luccas Carlos Participações: Luccas Carlos Produção: Skeeter

Letra completa

FNM! REFRÃO Todo mundo quer por regra nesse jogo Mas nesse gramado aqui eles não pisam Eu passei no teste onde é ferro e fogo Cada vez mais motivado enquanto eles dizem… Não pode! (Repete) De onde cê vem, com a cor que cê tem, não pode! Não pode! (Repete) Mas mando tão bem que quero ver quem não pode! 10 anos não são 10 dias, tô há mais de 10 balançando nucas Juntei 1 milhão de sonhos meus com 1 milhão de sonhos do Luccas Tocando no seu fone desde os 22, tipo CPM Neurótico, no pique do funk 150 BPM Vendo bem quem subestima meu talento, meu momento O engraçado é que esses memo não fizeram 10 por cento Daria um meme, se não fosse mimo, teu sono profundo à la Vesúvio Cansei de carregar animal, eu num sou Noé, isso aqui não é o dilúvio Mantive a raiz e o conteúdo, no lixo e no luxo, vi de tudo Nunca estudei marketing mas vi meu marketing virar objeto de estudo Um salve à quem duvidou de mim, obrigado pela inspiração Porque eu sou premiado pelo sim mas eu sou motivado pelo não Minha caneta tá valendo mais que Mont Blanc Anti-monopólio, vim mostrar que existe mais que o que tá na frente dos olhos, tipo Telegram Eles continuam falando mal e eu continuo fazendo bem Elevando meu som até que as menor nota aqui sejam as de cem REFRÃO Todo mundo quer por regra nesse jogo Mas nesse gramado aqui eles não pisam Eu passei no teste onde é ferro e fogo Cada vez mais motivado enquanto eles dizem… Não pode! (Repete) De onde cê vem, com a cor que cê tem, não pode! Não pode! (Repete) Mas mando tão bem que quero ver quem não pode! LUCCAS Já me disseram que não, mas hoje quem que pode? Como pode ser Rap e colar no Só Toca Top Assim vocês acabam com o Hip-Hop Por isso eu faço números de artista Pop A meta é não ficar pobre Hoje eu quero ouro na minha mesa de cobre Estreia de clipe só se for no horário nobre Avisa geral que eu quero ver minha firma forte! Bota essas mina pra dançar… Mas bota a cabeça pra pensar… Eles tão te iludindo, é difícil de enxergar Se fosse por eles, onde é que noiz ia tá? Por isso eu continuo aqui Ninguém entende se eu sou cantor ou MC Mas chapa, chapa, vê se tu pega essa aqui Eu num vi pra te agradar, eu vim me divertir Hey, hey, hey! REFRÃO Todo mundo quer por regra nesse jogo Mas nesse gramado aqui eles não pisam Eu passei no teste onde é ferro e fogo Cada vez mais motivado enquanto eles dizem… Não pode! (Repete) De onde cê vem, com a cor que cê tem, não pode! Não pode! (Repete) Mas mando tão bem que quero ver quem não pode! Vendo Maia pra família Ben, vendo Ben pra família Maia Nem no final de ano eu tive férias, tipo quem tem barraca na praia Cês rima pouco, posta muito, cada um na sua… fecho o zíper Só acho uma pena cês gastarem todas as suas melhores frases no twitter … Cada passo meu, visa o futuro, sigo testando os limite … Cada traço meu, deixa uma cara no muro, tipo Graffiti Capisci? Isso é sangue e suor Marco os continente com rima, igual o beat, é desse jeito que eu jogo War

Escutar

3. Todo dia04:02

Elenco principal: Rashid, Skeeter e Dada Yute Participações: Dada Yute Produção: Skeeter

Letra completa

Rashid, Skeeter, Dada Yute! Faya! REFRÃO - DADA YUTE Luto todo dia, preto é luto todo dia Se eu não pego a minha caneta e junto rima e melodia Luto todo dia, preta é luto todo dia Mais um que se foi… Quem avisa sua tia? Essa filosofia branca que destrói Entra na rede sanguínea e te corrói Feliz quando me veem andando de Caloi Preto fodido de carro, chamam de boy Pesado nas linha, onde a censura ameaça A volta e a desesperança fez um monte dos nosso reaça Em meio à nuvem de fumaça e efeito moral De uma falsa moral, seca o choro na bandeira enquanto nossas lágrimas regam o seu laranjal Uau… Extra, extra, um preto foi morto no Extra! O preço é alto pra noiz, foi liquidação mas o boy contesta Os memo que celebra escravidão com festa Faz piada com Mbappé E depois se desculpa, do alto do seu privilégio, que ele não aceita ter Relações digitais, só as contas são pessoais Cada um olhando sua tela mas as redes são sociais E eu meto marcha, faço da arte o engate, bora puxar o carro Puxar o bonde, puxar o coro, que o silêncio mata por dentro igual cigarro Eles tiram sarro quando os nossos pedem socorro Mas logo mudam o semblante pra sério, quando vê noiz dando rolê no SoHo Resistência não é quebrar nada, é ter postura, que “pu” cês é rara Querem o pior pra mim e eu resisto, depois vocês é que quebram a cara REFRÃO - DADA YUTE Luto todo dia, preto é luto todo dia Se eu não pego a minha caneta e junto rima e melodia Luto todo dia, preta é luto todo dia Mais um que se foi… Quem avisa sua tia? Essa filosofia branca que destrói Entra na rede sanguínea e te corrói Feliz quando me veem andando de Caloi Preto fodido de carro, chamam de boy Tem noção que a cada 23 minuto, uma mãe preta fica de luto Vidas que vão sem clemência ou tributo Violência é o produto interno bruto (Literalmente) Então eu repercuto, já tamo preso e eu quero meu indulto Esculpo pérolas e não me desculpo, ocupo mentes por isso preocupo os puto! Quebrada não quer só curtida, também quer cultura Se não abrir os olhos, num futuro próximo, dívidas do passado virão na sua fatura Porque nossa história sofreu uma fratura Por interesse só de quem fatura É a vez de ter menos de noiz num reformatório e muito mais numa formatura Poesia em forma pura e o argumento que informa cura Aquela carta não salvou ninguém, cês ‘tão confundindo Isabel e Sakura Ainda somos todos alvos, nada mudou desde “Estereótipo”, mano E o mais embaçado é que quase nada mudou desde “Holocausto Urbano” Vamos juntar, formar nosso plano, pleno, pra tomar a cena Alterar o que eles chamam de sina, longe dos pino, livre das pena O Leão de Judá caminha comigo, no meio da bagunça hedionda Aprendi que o legado é eterno, então seja o mar, não a onda REFRÃO - DADA YUTE Luto todo dia, preto é luto todo dia Se eu não pego a minha caneta e junto rima e melodia Luto todo dia, preta é luto todo dia Mais um que se foi… Quem avisa sua tia? Essa filosofia branca que destrói Entra na rede sanguínea e te corrói Feliz quando me veem andando de Caloi Preto fodido na quebrada não é boy

Escutar

4. A Busca03:22

Elenco principal: Rashid Produção: Rashid

Letra completa

REFRÃO A vida é curta e eu não tenho que provar nada pra ninguém (yeah) Eu nem te conheço pra você dizer se eu sou ou não alguém (yeah) Então fica na sua que eu fico na minha, esse é o nosso game (yeah) Eu só ligo pra música, vivo pra música, sou nada sem (yeeeeeah) Por ela é que eu viro a madrugada Sempre atrás da rima mais pesada Representando todas as quebrada Trazer grana pra rapaziada 98, 99, fim do século e tal E eu com 10, 11, auge da paixão jovial Queria fazer Rap, que exaltava o original Mas num sabia nada, tudo que eu fazia era igual Anos 2000 virou, hora de subir um degrau E o Michelzin pirou, quando conheceu o underground Na mente misturou minhas referência nacional Queria ser um misto de Brown, Marechal e Kamau Aí cê exagerou, imagina o flow surreal!!! Tô mirando as de 100, besta é quem mira 1 real Me inspirei nos melhor e entrei na fila pra tal E até hoje eu tô procurando o Rashid ideal (yeah) REFRÃO A vida é curta e eu não tenho que provar nada pra ninguém (yeah) Eu nem te conheço pra você dizer se eu sou ou não alguém (yeah) Então fica na sua que eu fico na minha, esse é o nosso game (yeah) Eu só ligo pra música, vivo pra música, sou nada sem (yeeeeeah) Por ela é que eu viro a madrugada Sempre atrás da rima mais pesada Representando todas as quebrada Trazer grana pra rapaziada Antes da música eu tentei trampar de várias fita Mas minha trilha num tava desenhada, tava escrita Na procura igual D2, pra fugir da rotina Isso não é sobre encontrar, porque quando eu achar termina É Jah que determina, pondero Ainda num inventaram frase de efeito melhor que ser sincero Quando vi as batalha, a melhor rima vencendo Pensei, eu sou isso aí, mesmo ainda não sendo (vai vendo) … E só achei paz nessa jornada Já fiz show pra 30 pessoa e saí de lá de alma lavada É sobre a caminhada, sinta Hoje em cada show lotado, não deixo de agradecer aqueles 30 REFRÃO A vida é curta e eu não tenho que provar nada pra ninguém (yeah) Eu nem te conheço pra você dizer se eu sou ou não alguém (yeah) Então fica na sua que eu fico na minha, esse é o nosso game (yeah) Eu só ligo pra música, vivo pra música, sou nada sem (yeeeeeah) Por ela é que eu viro a madrugada Sempre atrás da rima mais pesada Representando todas as quebrada Trazer grana pra rapaziada Obrigado pela inspiração ae… Lauzane, Jd Peri, Peruche, Casa Verde, Imirim, Pedra Branca, Jaçanã, Jd Fontális, muito obrigado! Cocaia, Jd. Primavera, Praia Paulistinha, Artur Alvim, Vila Nhocuné, AE Carvalho, Serra de Ijaci, Ipiranga, Macaia, Rosário… Muito obrigado! Tamo na busca!

Escutar

5. Tão Real04:15

Elenco principal: Rashid Produção: DJ Duh

Letra completa

Quando a cortina fecha, quando o show acaba E a solidão a poucos palmos, eu tento não temer mal algum Procuro em palavras a fé de um salmo Respiro calmo, atravessando o inferno e cês pedindo álbum... Toma! Minha vida em parcelas entreguei E os juros são meus porque eu não me vendi, eu me doei Minha alma é um mp3 ripado de um vinil E minha pele foi tatuada pela agulha do DJ Mas… o game às vez não respeita seu time A vida me dando soco e cês querendo punchline … Minha garota na sala de cirurgia E eu dormindo no sofá do hospital por 40 dia ... Essas feridas só são vistas se eu anoto Minhas lágrimas num bloco… de notas Denotam minhas raízes da lama igual lótus Faz cada track ser TÃO REAL que meu álbum podia ser um álbum de fotos Com retratos de dias que me modelam Mas não fotos reveladas, fotos que revelam Que o Zika memo é o Michel, e até espanta Porque ele vive essas coisa tudo aí que o Rashid só canta Pra mim nem tudo é rima e show Só que no final das conta quase tudo é flow Cansei de cantar e você de ouvir história sofrida Mas num reclama comigo, liga no SAC da vida REFRÃO Eu trago tanta coisa na ponta da caneta pois não tinha opção A outra opção era mentir pra mim mesmo e conviver com a decisão Agora você sabe bem porque Tão Real Abro o coração e sempre vem tudo Tão Real Tendo 1 milhão de plays ou 100, sigo Tão Real Meu som não é só por mim, é pela gente e isso é tão real É loko como o Rap se tornou rentável Mas a postura de alguns, lamentável O que é dito tem peso inegável E quando um fã meu perdeu a vida, de certa forma me eu senti um pouco responsável Fato… Meu coração em cacos Só resta a arte imitar a vida, igual Narcos E quantos mano quiseram ser Pablo? Normal E o mais perto que chegaram disso foi ter o mesmo final Por que tão real? Porque sou um poeta e não herói moderno Mais perto que chego duma capa é quando eu abro fecho meu caderno Mundão da gota Me sufoca, o espaço que tenho é o entre uma palavra e outra … Desculpa, mas no problema eu escrevo O dom me foi dado pela mão suprema, eu escrevo No contra tipo a piracema, me atrevo Meto vários Rap de 4 folha, isso que dá sorte, não trevo Yeah! Sinceridade Boto o peito na frente duma bala por quem amo, num é heroísmo, é lealdade Mas tem dia que desmorono, perco a linha Meu som dá força “pu” cês mas e eu, onde busco a minha? Demora a ligar pra minha mãe com medo do dia que ela vai dizer que não tá bem Me perdoa, Mãe! Vou ser mais presente, a senhora já perdeu seus pais mas num vai perder seu filho também REFRÃO Eu trago tanta coisa na ponta da caneta pois não tinha opção A outra opção era mentir pra mim mesmo e conviver com a decisão Agora você sabe bem porque Tão Real Abro o coração e sempre vem tudo Tão Real Tendo 1 milhão de plays ou 100, sigo Tão Real Meu som não é só por mim, é pela gente e isso é tão real (2x)

Escutar

6. Superpoder03:17

Elenco principal: Rashid, DJ Duh e Lellê Participações: Lellê Produção: DJ Duh

Letra completa

PONTE - RASHID E LELLÊ Bato a poeira Tipo espartano em mais uma segunda-feira E minha meta é mais que encher a geladeira Eu luto por melhora para a vida inteira Antes do despertador eu já tô de pé Mesmo se tiver mal, agradeço que é pra renovar a fé Deixo a água ferver, dá pra sentir do quintal o cheiro de café E só de olhar pra ela já evito que minha cabeça vire chaminé, tamo contra a maré E lembro do “Cotidiano” de Chico Buarque, mestrão, como os cara diz: fé pra isso Quero melhores soluções se a vida é a questão e faço até o que não der pra isso Sofrimento não, a gente não é pra isso Ralamos antes e depois de achar serviço Sei que um momento feliz é pura magia, mas a felicidade é conquista, não feitiço PONTE - RAHID E LELLÊ Bato a poeira Tipo espartano em mais uma segunda-feira E minha meta é mais que encher a geladeira Eu luto por melhora para a vida inteira REFRÃO - LELLÊ Eu tô dando o sangue e ninguém me vê Mas eu acredito, um dia vai virar Dedicação é o meu superpoder, faço por você Razão de querer ganhar (2x) A rotina dessa selva não é mole É a boca de lobo, se deixar te engole Na busca do tesouro, prata e ouro É o cálice da vida, mano, eu quero um gole A gente vive nessa luta mundana, difícil como pintar um quadro sem pincel E o que sinto quando abraço quem me ama é tipo DEVE SER ASSIM QUE É CHEGAR NO CÉU! Amém! Durmo tarde e acordo cedo por noiz Nenhum barulho cobre o tom da sua voz Eu atravesso a cidade, garantindo nosso pão na sagacidade E vejo poesia até no cimento do muro cinzento Eu acredito em mim e o problema é seu se você não acredita Tá chegando meu momento!!! PONTE - LELLÊ Nem sempre vem fácil assim, Pra quem quer, pode até demorar… (sigam-me os bons) Entrego o melhor de mim!!! REFRÃO - LELLÊ Eu tô dando o sangue e ninguém me vê Mas eu acredito, um dia vai virar Dedicação é o meu superpoder, faço por você Razão de querer ganhar (2x)

Escutar

Temporada comentada

Comentários